Mestre Philippe no Brasil

A mensagem abaixo foi lida pelo Bhaktidasa (Fabiano Pais Teixeira), por ocasião do encontro de brasileiros e franceses em L'Arbresle, França, em 2013, durante a viagem de participantes do MAMPHI em peregrinação aos locais onde o Mestre Philippe viveu.

Queridos amigos, estamos aqui reunidos pelo amor de Jesus Cristo e pelos ensinamentos que o Muito Excelso Mestre Philippe de Lyon nos legou. Nós somos uma só família e para nós não existem barreiras geográficas, de raça e língua. Estamos unidos pelo sentimento do amor e da amizade.

É uma honra e alegria compartilharmos com os amigos franceses mais uma Peregrinação. Nós queremos nesta oportunidade partilhar com vocês um relato de como o Mestre Philippe ficou conhecido no Brasil.

Esta ponte de amizade entre franceses e brasileiros já está consolidada e foi iniciada quando um francês, nascido em Paris, em 22 de março de 1901, de nome Léo Alvares Costet de Mascheville, conhecido como Mestre Sevãnanda, Sri Sevãnanda Swami ou simplesmente Sevãnanda, deixou o seu país e, juntamente com seus familiares, foi viver na América Latina. Primeiramente Buenos Aires, depois no Uruguai e por último o Brasil, onde viveu até os últimos dias de sua vida. O Mestre Sevãnanda foi preparado pelo seu pai, O Mestre Cedaior, fiel discípulo do Mestre Philippe.

No ano de 1910 desembarca com a família em Buenos Aires. Em 1924, então com 23 anos, inicia pesquisas em yoga. Em 1941 transfere-se para Uruguai. Dois anos depois, desencarna seu pai e Mestre, o Mestre Cedaior.

Em l952, inicia uma viagem - PARTIDA DA CRUZADA CONTINENTAL DE VIDA ESPIRITUAL - pelo Brasil, acompanhado de sua esposa de origem alemã, Maria Luisa de Mascheville, a Mãezinha Sádhanã. Durante esta cruzada, percorreram vários estados passando por várias cidades, nas quais estacionavam o trailer em que viajavam e faziam palestras, pregações, conferências, sempre levando a mensagem do Mestre Philippe. 



Mestre Sevãnanda e Mãezinha Sádhanã


 

Em 1953 funda o Monastério Essênio e Ashram de Sarva Yoga em Resende, Rio de Janeiro. Um ano depois cria a "ORDEM DOS SARVAS SWAMIS", baseado na sua doutrina pessoal.

E se hoje temos um material sobre Mestre Philippe em português devemos ao Mestre Sevãnanda. Em 1956, Sevãnanda partiu do Brasil com destino à França para peregrinar pelos lugares onde Mestre Philippe nasceu, viveu e trabalhou e também no seu túmulo no cemitério de Loyasse, em Lyon. É dele a inspiração para vivenciarmos esta experiência.

Esta viagem foi iluminada, pois ele teve contato com vários dos discípulos do Mestre Philippe, dentre eles o Dr. Philippe Encausse e Michel de Saint Martin. Nesta ocasião, Philippe Encausse autorizou ao Mestre Sevananda a fazer a tradução do seu livro o Mestre Philippe de Lyon para o português. No segundo volume, Sevãnanda acrescenta as experiências que o seu pai Mestre Cedaior teve com o Mestre Philippe e também as suas vivências pessoais.

Era desejo do Dr. Philippe Encause que esta obra fosse publicada em colaboração, isto é, figurando ele e Sevãnanda como autores. Sevãnanda respeitou-lhe o desejo. Assim surgiu a obra em quatro volumes: "O MESTRE PHILIPPE DE LYON – TAUMATURGO E HOMEM DE DEUS – SEUS PRODÍGIOS, SUAS CURAS, SEUS ENSINAMENTOS".

Sevãnanda escreveu também "Yo que caminé por el mundo – 33 años de vida espiritual", publicado em 1953.

O Sri Sevãnanda Swami foi um dos precursores do yoga no Brasil. Sevãnanda utilizou-se de vários métodos terapêuticos, unindo conhecimentos do ocidente e oriente, para ajudar as pessoas a ter uma vida saudável na sua integralidade, corpo e espírito. Embora tenha usado diferentes tipos de sistemas, o seu trabalho estava ancorado nas palavras e ensinamentos de Mestre Philippe.

O Mestre Sevãnanda teve ao seu lado pessoas que foram fundamentais para ajudá-lo na sua missão, dentre eles, Mestre Cedaior, Mãezinha Sádhana, Swami Sarvananda, Swamini Daya e Huascar Correa Cruz, o Toth, que com a morte do Mestre Sevãnanda, assumiu o patriarcado da Igreja Expectante. O seu discípulo e sucessor Sarvananda conheceu quando morou no Uruguai.

E em Minas Gerais, ficamos conhecendo Mestre Philippe através do casal Sarvananda e Daya. O Mestre Sarvananda casou-se com Daya no Monastério de Resende/RJ. Com o encerramento das atividades do Aschram, transferiu-se com a família para Minas Gerais, instalando o primeiro núcleo de Yoga Integral onde iniciou sua pesquisa de Yoga terapia e formação de professores de Yoga. Em Belo Horizonte desenvolveu as suas atividades por quarenta anos num mesmo local e o seu trabalho se baseava nos ensinamentos de Sevãnanda e de Mestre Philippe. Viajou pelo país, dando palestras e conferências, levando a mensagem de Mestre Philippe.

Mestre Sevãnanda viveu os últimos anos de sua vida em Minas Gerais e faleceu em 1970, aos 69 anos de idade, no dia seis de novembro, em Betim, cidade próxima de Belo Horizonte. No seu enterro estiveram presentes vinte e duas pessoas e vinte e dois era/é o seu número místico. O Mestre Sevãnanda cumpriu a sua missão no plano terreno, ele foi de volta para o PAI, mas sabemos que ele continua junto de nós. E o fato de estarmos aqui mostra que a semente que ele lançou foi germinada. Por toda parte do Brasil existem pessoas que conviveram com o Mestre Sevãnanda e com os seus discípulos. A nossa gratidão aos mestres que nos ensinaram a trilhar este caminho. Nós buscamos a cada dia de nossas vidas aperfeiçoar-nos à luz das palavras e vida do Mestre Philippe.

Sarvas Ananda - 2009 - Todos os Direitos Reservados ©
contato@sarvasananda.com.br